DCSIMG

voltar | O poder/lugar de fala contra o silenciamento

Existem muitas maneiras de silenciar a voz das mulheres. São formas sutis presentes no cotidiano e, ao mesmo tempo, sofisticadas na forma como a sociedade se estrutura. Refletir e revelar sobre como o colonialismo, o patriarcado e a opressão são mecanismos que forjam o silenciamento das mulheres é urgente. Muitas lutas, nesse sentido, vêm acontecendo como resposta a tal contexto. São expressões que se fazem presentes a partir da arte, da comunicação e de novas narrativas que abordam questões em torno do feminismo e da luta antirracista, por exemplo.com: Djamila Ribeiro, Dríade Aguiar, Elisa Lucinda e Joana Gorjão Henriques

FORAM PARCEIROS DO FESTIVAL MULHERES DO MUNDO 2018:

CURADORIA

REALIZAÇÃO