DCSIMG

voltar | Esquenta WOW #5

Ocupações e mulheres: como os corpos femininos da Zona Oeste resistem ao caos da mobilidade urbana

O último encontro do Esquenta WOW deste ano no Rio foi a Santa Cruz debater mobilidade e suas reverberações no cotidiano de meninas e mulheres.

Como parte integrante da mobilização da agenda das mulheres do Festival Mulheres do Mundo, o Esquenta WOW, uma série de seis encontros em diferentes territórios da cidade, chegou a Santa Cruz no sábado, 26 de outubro, para debater os desafios da mobilidade urbana no cotidiano das mulheres. A programação gratuita ocupou vários espaços do SerCidadão, ao longo de 12 horas, distribuída em quatro frentes: diálogos, ativismo, empreendedorismo e intervenções de arte e cultura.

 

VEJA AS FOTOS DO #5 

 

 

VEJA COMO FOI O #1       VEJA COMO FOI O #2       VEJA COMO FOI O #3       VEJA COMO FOI O #4      

 

 

Como nos movimentamos pela cidade? Como resistimos ao planejamento urbano que não é pensado para as nossas demandas? O nosso direito de ir e vir é respeitado? Como reivindicar melhores condições de acesso aos demais territórios? Esses e outros questionamentos pulsaram em vozes potentes nas três mesas de debates promovidas no Esquenta WOW #5,aprofundando como as mulheres das periferias são cotidianamente desafiadas e impactadas por políticas públicas ineficientes.

 

Por meio de oficinas infantis, feira de empreendedorismo, rodas de conversa, expressões, performances, shows e música, o Esquenta WOW oferece espaço onde mulheres se sintam seguras para compartilhar suas ideias, reflexões e medos, além de celebrar conquistas e potencializar a rede de acolhimento entre corpos femininos diversos.

 

Neste encontro, o último deste ano no Rio, tivemos como destaque o o show do grupo Donas, Oficina de Vivência Tântrica com Carol Teixeira, Oficina para meninas construírem um plano de marca, com Vivi Duarte, do Plano de Menina, Oficina Brincando e Criando pela Igualdade de Gênero da Redes da Maré para crianças e jovens, convidando Pituka, Oficina e performance com Baque Mulher Zona Oeste e DJ Tamy Reis.

Nos Diálogos, duas mesas com os temas: "Periferia no centro :: Experiências de outras centralidades na cidade"; "Desigualdade territorial, mobilidade e gênero". Num momento muito especial do formato desse projeto, tivemos o Compartilhando Trajetória que nesta edição teve duas convidadas: Ana Paula Carvalho, uma jovem negra, de 19 anos, que trouxe os desafios de se mover pela cidade como menina negra que vive no Centro para poder trabalhar e estudar, extratos de pequenas diásporas que se formam para dar conta do cotidiano. Ao lado dela, Kaê Guajajara, cantora, compositora e indígena do povo Guajajara, que faz uso de sua música para educar, conscientizar e enfrentar o preconceito e racismo na cidade. Vem demonstrando forte influência da cultura indígena e urbana devido a sua vivência nas favelas do Rio de Janeiro e, com isso, mescla ritmos e ancestralidade.

 

Com a missão de promover uma educação solidária, que auxilie no desenvolvimento pessoal e profissional de jovens, o SerCidadão é conhecido e respeitado pela comunidade que participa ativamente dos projetos desenvolvidos pela organização. Por isso, o Esquenta Wow se juntou ao SerCidadão a fim de compor esse grande trabalho de fortalecimento e, também, com o intuito de mobilizar mulheres diversas para o Festival Mulheres do Mundo, que terá sua 2ª edição em novembro de 2020.

 

 

 

Programação  Esquenta WOW #5 

9H30

OFICINA de Vivência Tântrica com Carol Teixeira 

 

10H

Abertura Feira Delas com empreendedoras locais

Oficina Brincando e Criando pela Igualdade de Gênero (8 a 13 anos) Convidada: Pituka - Mulher Negra da Ilha da Marambaia, Akipalô (Contadora de Histórias), escritora, bibliotecária, atriz, diretora artística de produção e técnica de espetáculos. Gestora de projetos no Instituto Núcleo de Estudos Afro Comunitários/ZO e pós-graduanda MBA em Gestão de Museus na Cândido Mendes.
 

10H30 - RODA DE CONVERSA

Periferia no centro :: Experiências de outras centralidades na cidade  

Veruska Delfino - Produtora cultural, coordena o Projeto Agência de Redes para Juventude, é ativadora de redes e ações no circuito sócio cultural periférico da cidade do Rio de Janeiro. Desde julho de 2019 está implementando no Estado do Espírito Santo o projeto Impulso Jovem - Educação empreendedora e cidadã, que atua com 100 jovens de três comunidade de Serra (ES).

Jéssica Senra -  24 anos, baseada na Zona Oeste do Rio de Janeiro, mais precisamente em Santa Cruz, Cesarão.
Artista Visual e Sonora, direciona sua pesquisa ao Trajeto construtório de um corpo, entendendo o espaço e suas confluências como acúmulos em desgastes e também resgates existenciais.

Jacy July -
Empreendedora, viajante e aborda assuntos relacionados à moda sustentável e é referência quando se trata de cabelo crespo e penteados afro no Brasil, referência internacional sobre cabelos sintéticos e orgânicos.

Mediadora:
Renata Novaes
 - Jornalista e Diretora de conteúdo, é líder do estudo sobre “Respeito às diferenças” na Globosat. Ativista, busca construir novas narrativas de acesso às minorias políticas sociais em espaços de poder.

 

12H

ALMOÇO DELAS


13H

OFICINA DJ com Tamy Reis
OFICINA Construa sua marca pessoal e tenha um plano, com Vivi Duarte, do Plano de Menina
OFICINA Trajetos afetivos com Bruna Montuori


14H - TERRITÓRIO DE PARTILHA

Desigualdade territorial, mobilidade e gênero

Tainá de Paula -  Arquiteta e urbanista, ativista, especialista em Patrimônio Cultural pela Fundação Oswaldo Cruz e Mestre em Urbanismo pela Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Rafaela Albergaria
- Pesquisadora em Mobilidade Urbana, Segurança Pública, Sistema de Justiça, Racismo Institucional e Assistente Social do Centro de Referência de Mulheres Vítimas de Violência de Osasco. Atua no campo da defesa dos Direitos Humanos mediado pela intersecção de raça, aplicadas ao sistema prisional, política de drogas, segurança pública e sistema de Justiça.

Thábara Garcia
- 29 anos, moradora de Magé, professora, jornalista comunitária no RioOnWatch, integra o coletivo Roda de Mulheres da Baixada e é pesquisadora de monitoramento de políticas públicas na casa Fluminense.    

Mediadora: Mariana Xavier
- Assistente Social e Mestranda em Saúde Coletiva pelo instituto de Medicina Social da UERJ. Atualmente coordena o Pré-Vestibular Social Santa Cruz Universitário e atua nas instituições Agência de Redes para Juventude e Unicirco Marcos Frota. 


15H30

DESFILE de lançamento da grife Cambucá 


16h - COMPARTILHANDO TRAJETÓRIA COM
 

Ana Paula Souza - 19 anos, moradora de Campo Grande e estagiária de jornalismo no Intercept Brasil. Graduanda em Comunicação Social pela UFRJ e ex-jornalista da Agência Narra, projeto do Observatório de Favelas, Ana Paula colaborou com veículos como Ponte Jornalismo e Notícia Preta.

Kaê Guajajara - cantora, compositora e indígena do povo Guajajara. Reside em contexto urbano e faz uso de sua música para educar, conscientizar e enfrentar o preconceito e racismo na cidade. Vem demonstrando forte influência da cultura indígena e urbana devido a sua vivência nas favelas do Rio de Janeiro e, com isso, mescla ritmos e ancestralidade. Com seu EP HAPOHU, lançado em agosto desse ano, Kaê se prepara para seu primeiro clipe que sai em novembro/2019.

 

18H

OFICINA PERFORMANCE com BAQUE MULHER ZONA OESTE

 

19H

DJ Tamy Reis          


19H30

POCKET SHOW com Kaê Guajajara 


20H

SHOW COM DONAS

 

Serviço

Evento: Esquenta Wow Rio #5

Data: 26 de outubro de 2019, sábado

Horário: 9h às 21h

Local: Casa SerCidadão (R. Fernanda, 140 - Santa Cruz, Rio de Janeiro)

Entrada gratuita

 

SOBRE O ESQUENTA WOW 

Ao longo de 2019, para debater questões definitivas às mulheres, a Redes da Maré realiza o Esquenta WOW, uma série de seis encontros que vem ocupando diferentes territórios da cidade com atividades nas quatro dimensões do Festival Mulheres do Mundo (WOW) – diálogos, ativismo, empreendedorismo e intervenções de arte e cultura. A ideia é chamar atenção – até a 2ª edição, que acontecerá em novembro de 2020, no Rio de Janeiro – para a causa das mulheres, construindo pontes para outros projetos e novas possibilidades, mobilizando e trazendo a agenda das mulheres de uma maneira permanente e sistemática.

O Festival tem por princípio celebrar as conquistas e analisar os desafios de mulheres através da ênfase no encontro e na troca de narrativas e experiências, revelar as questões que habitam o universo feminino – e como as mulheres lidam com elas. Inspirado no WOW - Women of the World Festival -, o Esquenta WOW tem realização e curadoria da Redes da Maré com a Fundação WOW. Veja tudo que aconteceu na primeira edição e fique ligado nos próximos eventos aqui no site do Festival Mulheres do Mundo.

 
Acompanhe o Festival Mulheres do Mundo - WOW

Site:
http://www.festivalmulheresdomundo.com.br/ 

Twitter: https://twitter.com/festivalwowrio

Facebook: https://facebook.com/ festivalwowrio /

Instagram: https://www.instagram.com/festivalwowrio/ 

 

 

 

 

São parceiros do Esquenta WOW 2019:

 

 


 

 

FORAM PARCEIROS DO FESTIVAL MULHERES DO MUNDO 2018:

CURADORIA

REALIZAÇÃO